top of page

Introdução ao Áudio para Games

Atualizado: 15 de out. de 2021

A indústria dos games é uma das mais promissoras e excitantes dos dias de hoje. A complexidade de um jogo digital vai além de qualquer forma de entretenimento anterior. Neste artigo vamos entender os princípios básicos do áudio para games, algo que normalmente não tem o devido reconhecimento ou entendimento do público, mas que faz toda a diferença.



CONCEITO E SOUND DESIGN


Fazer efeitos ou trilhas sonoras para games digitais de última geração não é como compor ou desenhar som em sua visão primordial. Envolve uma série de outras variáveis e na realidade é uma tecnologia e campo de estudo que está em crescente crescimento. Prepare-se para trabalhar com códigos, acústica e testar bugs.

O áudio de um game é mais importante do que as pessoas pensam. Ele dá dicas de coisas que não se vê e feedback para inputs de controle do jogador, além de ter papel fundamental na emoção transmitida. Os pilares sônicos de um games e sua estética são fundamentais acima da técnica ou programa utilizado, mantenha isso em mente pois o som deve servir o game designer. É um processo de criação, e depois de contínua iteração com os distintos departamentos do estúdio (arte, design, programadores) para introduzir o som de um jogo.


IMPLEMENTAÇÃO Assim que possível o sound designer deve ter acesso ao jogo e começar a testar os sons. O mais importante, como tudo nesta indústria, é o trabalho em equipe. Dependendo do escopo do projeto as condições variam, especialmente ao diferenciar um jogo 2D e 3D, que é muito mais complexo. Neste, você provavelmente estará em contato direto com o programador. Ele te fornecerá uma série de códigos referentes a eventos que serão o gatilho para os sons acontecerem. Na implementação dos sons você otimiza, muda, randomiza (a randomização é super importante para dar a variedade necessária para um jogo que pode ser de horas ou dias) e mixa a seu bel-prazer. Na mixagem, assim como no cinema, normalmente vamos querer algo bem dinâmico, a não ser que seja um game casual. Neste caso, até a memória gasta para o soundbank é reduzida ao máximo para ter boa performance em dispositivos móveis.


EFEITOS SONOROS, AMBIÊNCIA E DIÁLOGO Vamos considerar um jogo 2D. Provavelmente você terá ambiências de fundo e alguns efeitos sonoros para quando o player morre, ganha ou colide com algum inimigo, por exemplo. Ou então algum som constante pode aumentar ou diminuir de volume dependendo da aproximação do player para com o objeto que emite o som. Entretanto num jogo 3D, já estaremos a trabalhar a acústica e reverberação virtual dos lugares também, o que é muito interessante. Quanto ao diálogo, imagine um jogo de RPG de 200 horas ou mais. Se o estúdio decidir gravar o voice over de todos os textos, certamente é um trabalho árduo!

MÚSICA A principal diferença aqui é que vamos trabalhar com música dinâmica e/ou interativa. Quer dizer que dependendo do mapa, de onde você clicar ou o evento que estiver a decorrer, a instrumentação ou a música como um todo vai se modificando. Isso é feito majoritariamente através de loops e sound hits. Uma vez tendo loops variados dos instrumentos de uma trilha, você pode organizá-los e sequenciar o arranjo em camadas de acordo com o que você quiser, em tempo real!


SOFTWARE (OU MIDDLEWARE) Apenas com linguagem de programação ou em um software de criação de jogos, pode se tornar difícil ou limitado a implementação de áudio interativo. Realmente depende do projeto, mas usar um software de áudio para games tende a diminuir o uso de memória, aumentar a produtividade, performance e expandir os horizontes artísticos. Basicamente existem três grandes nomes na indústria de software para esse fim. Wwise, FMOD e Fabric. Também os chamamos de middleware quando fazem um papel de intermédio com o software principal de criação de jogos (game engine). Inclusive normalmente possuem sistemas de integração inteligentes com os principais programas (Unity, Unreal, CryEngine etc...) Vamos apresentá-los em detalhes a seguir:


Audiokinect Wwise


Wwise é o grande nome da indústria profissional e utilizado na maioria dos jogos AAA. É robusto e tem incrível potencial. Pode assustar um pouco no início com sua interface complexa e diferente, mas não há outro programa que tenha sua capacidade equiparada. Aqui você encontra controle avançado de renderização de áudio espacial, também usado para VR, AR, indústria automotiva e simulações.



O FMOD é mais utilizado entre os indies. Tem uma interface amigável pois relembra uma típica interface de DAW. Um pouco mais fácil de aprender que seu irmão Wwise, mas com um pouco menos de possibilidades. Uma solução inteligente e rápida para áudio adaptável.


O Fabric é o menos utilizado dos três, entretanto ainda pode lhe servir bem dependendo do projeto. Ele é feito, na verdade, para funcionar em perfeita sincronia dentro da game engine mais utilizada do mundo, Unity.


BREAK-IN PROFISSIONAL


Mas afinal se você é um sound designer mas não sabe ou não quer criar seus jogos do início ao fim, onde encontrar um projeto para participar? Como criar portfolio e entrar na indústria dos games?

Duas dicas principais, obviamente para além de estudar, se qualificar e compreender as ferramentas:

1- Networking. Entre em grupos nas redes sociais, siga páginas, mande mensagens e emails para pessoas relevantes até achar um projeto que se adeque aos seus interesees.

2- Game Jams. Pra quem não sabe game jams são eventos em que os participantes tentam criar um jogo num espaço de tempo curto, pré determinado, em equipe ou sozinhos. Existem game jams presenciais e online, procure saber! Algumas duram 24 ou 48 horas e reúnem designers ou programadores que podem precisar de uma mão no som.

Curiosidade: de acordo com uma breve pesquisa de mercado, o orçamento para o áudio de um game digital moderno normalmente varia de 5% a 20% do total, dependendo da quantidade de soundtracks e full voice-overs dos diálogos.


Que jogos que marcaram sua vida? Consegue lembrar da trilha sonora e dos sons? Se você tem dúvidas deixe aqui. Se já é um sound designer compartilhe conosco sua experiência! Qual ferramenta você usa? Que websites e bancos de dados costuma consultar? Alguma técnica ou insight relevante? Áudio para games pode parecer desafiante no início, mas se você tem gosto pela coisa é um futuro brilhante e muito recompensador ver um trabalho finalizado. Boa sorte!

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page